Secção Glossário
Página de EntradaPesquisarMapa do SiteAjudaPerguntas Mais Frequentes
Página de ENtradaPesquisarMapa do SiteAjudaPerguntas Mais Frequentes
Letra ALetra BLetra CLetra DLetra ELetra FLetra GLetra HLetra ILetra JLetra KLetra LLetra MLetra NLetra OLetra PLetra QLetra RLetra SLetra TLetra ULetra VLetra WLetra XLetra XLetra ZOutros Caracteres
saltar menu: ALT+xAtenção:Estes links abrem uma nova janela.
Atenção: Estes links abrem uma nova janela.
Ábside
Construção de planta semi-circular, coberta por abóbada.

Acanto
Planta muito representada na antiguidade clássica sob a forma de folha, enrolamento e flor
imagem1         imagem2         

Acus crinalis
Alfinete com que as mulheres romanas prendiam os cabelos.

Aedilis
edil, magistrado romano a quem estava cometida a responsabilidade municipal de construção de edifícios e infra-estruturas e de realização de certos jogos.

Aes grave
Primeira moeda (de bronze) cunhada pelos romanos c. 269 a.C.

Ágata
Variedade listrada de calcedónia.

Algaraviz
Tubo que conduz o ar do fole para a embocadura da forja.

Alma
Ver Guilhoché.

Almofariz
Vaso de metal, pedra ou madeira em que se tritura alimentos.

Alvado
Parte oca e cilíndrica de certos instrumentos metálicos na qual se adapta o cabo.

Alveus
Banheira

Alvião
Instrumento usado para rasgar terras duras e para desaterros.

Âmbar
Resina fóssil, semitransparente, quebradiça, de cor entre o amarelo e o vermelho claro

Ametista
Variedade de quartzo apresentando tonalidades entre o roxo e o lilás.

Anagrama
Inversão das letras de um nome, a ponto de formar outra palavra.

Anfiteatro
Edifício de planta elíptica onde se efectuavam combates de gladiadores e de animais ferozes e outros jogos públicos.

Ânfora
Recipiente de duas asas para transporte de vinho, azeite e conservas.

Antonianus, ii
Moeda de cobre ou bronze, banhada de prata, cunhada a partir de 260 e imitada pelos imperadores "bárbaros" e por oficinas clandestinas; essas imitações são conhecidas pelo nome de antonianos radiados.

Ápice
Ver Peita, Escama.

Apo
Braço horizontal de charrua , o temão.

Apodyterium
Sala das termas, próxima da entrada (normalmente a primeira sala) que servia de vestiário.

Ara
Altar destinado a sacrifícios; pedra em forma de altar para receber inscrição votiva ou funerária.

Arena
Área central do anfiteatro, era geralmente coberta de areia, daí o seu nome.

Argenteus
Moeda de prata introduzida por Dioclesiano com características idênticas ao denário de Nero.

Argila refractária
Argila que só funde a uma temperatura muito elevada, entre 1400 e 1600º.

Armela de sítula
Argola para suporte da asa.

Ascia
Enxó que servia para desbastar madeira.

Asna
Armação de ferro ou de madeira, de forma triangular, destinada a suportar o pau de fileira, as madres e os barrotes do telhado.

As. ses
Moeda de bronze equivalente a metade da onça.

Astrágalo
Osso de tarso usado por gregos e romanos como um dado de jogar.

Atramentarium
Tinta negra para escrever em papiro

Atrium
Sala de entrada coberta por um telhado que, em regra, tinha uma abertura quadrada ou rectangular ao centro (compluvium) destinada a receber a chuva para um tanque (impluvium) que lhe correspondia ao nível do chão.

Audiutor
Ver tabularius

Augustal, es
sacerdotes de Augusto. O culto imperial foi frequentemente um meio de promoção social dos libertos.

Aulos
Instrumento de sopro (flauta).

Azeviche
Substância carbonosa, negra e luzidia.



Topo da Página
English
2002 @ Museu Monográfico de Conimbriga / IPMWebdesign: Mediaprimer.pt